Verificar entradas DNS

Preencha o nome de domínio e escolha a entrada DNS desejada a ser retornada



Procurando por um domínio?

As melhores ofertas em domínios e hospedagem web, fornecidas por um dos melhores fornecedores do mercado.

Perguntas frequentes

A propagação de DNS é um processo fundamental que sustenta o funcionamento do Sistema de Nomes de Domínio (DNS). Quando falamos sobre a propagação de DNS, estamos nos referindo ao processo de atualização e distribuição dos registros DNS de um domínio específico em vários servidores DNS ao redor do mundo. Compreender como a propagação de DNS funciona é crucial, especialmente ao fazer alterações nas configurações do seu domínio, como atualizar o endereço IP associado, alterar o servidor de e-mail ou modificar outros registros de recursos DNS.

Quando você faz alterações nas configurações DNS do seu domínio através do painel de controle do registro de domínio ou provedor de hospedagem, essas alterações não são imediatamente visíveis para todos os usuários e dispositivos na Internet. Em vez disso, elas precisam ser sincronizadas e propagadas por toda a infraestrutura DNS para garantir uma resolução consistente e confiável dos nomes de domínio para seus respectivos endereços IP ou outras informações DNS.

O processo de propagação de DNS envolve várias etapas:

1. Atualização dos registros DNS:
Quando você faz alterações nas configurações DNS do seu domínio, como modificar o registro A (endereço), o registro CNAME (Canonical Name), o registro MX (Mail Exchange) ou qualquer outro registro de recurso DNS, as alterações são primeiro salvas no arquivo de zona DNS mantido pelo registro de domínio ou provedor de hospedagem.

2. Atualizações dos servidores DNS:
Os servidores DNS do registro de domínio ou provedor de hospedagem são responsáveis por fornecer as informações DNS para o seu domínio. Depois que as alterações nos registros DNS são salvas, esses servidores DNS autoritativos são atualizados com as novas informações. Essa atualização geralmente ocorre imediatamente nos servidores do registro de domínio.

3. Limpeza do cache DNS:
No entanto, muitos provedores de serviços de Internet (ISPs) e resolvers DNS locais armazenam em cache informações DNS para melhorar a eficiência e reduzir o tráfego de consultas DNS. Os registros DNS em cache são armazenados por um determinado período, conhecido como "Time To Live" (TTL). Durante esse período de TTL, os dispositivos que consultam as informações do seu domínio podem ainda receber os registros DNS antigos do cache local, mesmo após as alterações serem feitas.

4. Propagação global:
Para garantir que os registros DNS atualizados do seu domínio sejam distribuídos globalmente, as alterações precisam ser propagadas em toda a hierarquia DNS. Esse processo pode levar tempo, pois os servidores DNS ao redor do mundo precisam atualizar seu cache com as novas informações. A duração da propagação de DNS pode variar e é influenciada por vários fatores, como o TTL configurado para os registros DNS e a eficiência dos servidores DNS e das redes.

5. Atualizações dos resolvers DNS:
À medida que os registros DNS se propagam e os TTLs expiram, os resolvers DNS e os servidores DNS em cache na Internet começam a consultar os servidores DNS autoritativos atualizados para o seu domínio.

Quando um cliente deseja acessar um site específico, basta digitar o domínio na barra de endereços, por exemplo: www.whatismyhost.net. Ao fazer isso, na verdade está sendo feita uma solicitação ao nosso servidor DNS para fornecer o endereço IP, esse servidor é responsável por traduzir o domínio que digitamos em seu equivalente em forma de endereço IP.

Isso é feito para melhorar a usabilidade, pois é mais fácil lembrar um endereço da web semanticamente, do que um número complexo composto por 4 subgrupos de dígitos.

Geralmente, existem 3 termos no âmbito do DNS:

  • Clientes DNS: é assim que nos referimos aos terminais que fazem a consulta: PC, tablet, telefone celular, alto-falante inteligente... Enfim, o dispositivo que está conectado à Internet e por meio do qual acessaremos o site desejado.
  •     
  • Servidores DNS: eles são responsáveis por armazenar, fornecer e trocar informações sobre os IPs correspondentes aos diferentes domínios existentes, a fim de responder instantaneamente, com precisão e atualização, para nos fornecer o IP correto.
  •     
  • Zonas de autoridade: são os irmãos mais velhos dos servidores DNS e têm diferentes tipos de DNS sob sua responsabilidade para coordenar todos os outros.

Após registrar um novo domínio ou fazer modificações nos registros DNS, é essencial verificar se as alterações foram aplicadas corretamente e estão sendo propagadas corretamente em diferentes pontos do globo. Essa etapa garante que as alterações estejam sendo distribuídas de forma precisa e uniforme para todos os servidores DNS em todo o mundo, garantindo uma acessibilidade suave ao seu site ou serviços.

Alterações imediatas:
Na maioria dos casos, as alterações DNS são imediatas. Assim que você fizer as atualizações, os servidores DNS começam a fornecer as novas informações aos usuários e dispositivos que consultam os registros do seu domínio. No entanto, tenha em mente que os provedores de serviços de internet (ISPs) e os resolvers DNS locais frequentemente armazenam em cache os dados DNS para melhorar a eficiência. Portanto, se um usuário tiver visitado recentemente o seu domínio antes das alterações, o dispositivo dele ainda poderá usar os dados em cache até que expirem.

Tempo de propagação:
Em alguns cenários, a propagação do DNS pode levar tempo. Embora muitos servidores DNS em todo o mundo atualizem seus registros rapidamente, alguns podem ter intervalos de atualização mais longos. Portanto, é importante permitir um tempo razoável para que as alterações se propaguem totalmente. Esse período é comumente chamado de tempo de propagação do DNS. Embora a maioria das alterações seja concluída dentro de algumas horas, é aconselhável aguardar até 72 horas, pois esse é o tempo máximo que geralmente leva para que as alterações DNS tenham efeito global.

Verificação da propagação:
Para verificar se o DNS está se propagando corretamente, você pode usar várias ferramentas online chamadas de "verificadores de propagação do DNS". Essas ferramentas permitem que você consulte diferentes servidores DNS em todo o mundo e determine se eles foram atualizados com as novas informações de DNS para o seu domínio. Ao inserir o nome do seu domínio ou endereço IP nessas ferramentas, você pode comparar os resultados de várias localizações, garantindo que as alterações realmente se espalharam por toda a infraestrutura global de DNS.

Verificação de múltiplas localizações:
Como a propagação do DNS pode variar com base na localização e no ISP, é aconselhável verificar em várias localizações para garantir consistência. Escolha diferentes verificadores de propagação do DNS de várias localizações geográficas e redes para obter uma visão abrangente de como suas alterações de DNS estão sendo distribuídas.